Notícias Recentes

Reunião aberta à Comunida...

"A Caminho" - Caminhada P...

"A Caminho" - Caminhada Q...

Consignação de 0,5€ do IR...

Almoço convívio de S. Mar...

Links

Arquivo

Julho 2014

Maio 2014

Março 2014

Outubro 2013

Janeiro 2013

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Tags

"1000 visitas"

"arte sacra"

"corpo de deus"

"dia da mãe"

"festival jota"

"fieis defuntos"

"grupo coral"

"grupo de jovens"

"mês de maria"

"missão jubilar"

"semana santa"

"todos os santos"

"visita pascal"

advento

ajudar

almoço

angariação

ano sacerdotal

anúncios

baptismos

bodas de prata

bodas prata

caminhada

catequese

comunhão

comunidade

concertos

consignação

crisma

cristo rei

cursistas

d. ximenes belo

dmj

dúvidas

esclarecimento

eucaristias

fundos

igreja

ima

instalações

irs

magusto

missões

natal

oração

papa

paróquia

pascoa

quaresma

reflexões

reunião

rifas

rubricas

seminarios

solidariedade

via sacra

visita pascal

vocações

todas as tags




Terça-feira, 26 de Fevereiro de 2008

QUARESMA

     Quaresma tempo de conversão!
     Mas o que significa, o que me implica, o que me compromete?
     Conversão significa antes de mais abertura e aceitação da salvação de Deus, oferecida por JC. Isto tem consequências práticas na nossa vida, o deixar-se implicar, comprometer, o sentir-se pobre, aflito pelo mal que assola o mundo, faminto e sedento de cumprir a vontade de Deus, não violento, humilde, afável, disposto a perdoar sempre, a partilhar os seus bens pelos mais necessitados e o seu serviço pessoal, simples e transparente de coração, criador da paz e do bem, sobretudo onde não os há e será sempre perseguido por fazer a vontade de Deus.
     A conversão exige pois uma nova atitude do cristão perante o Reino de Deus. O Reino de Deus é em última estância o acolhimento de Deus Pai em pessoa, obra e palavras. Esta chegada exige uma atitude semelhante à de um filho que espera, anseia pela chegada do Pai; exige uma humildade sincera à necessidade de conversão e apreço pela graça do perdão de Deus. Por outro lado exige oração. Oração pela qual o discípulo se aproxima do Pai e respeita o Pai que tudo vê no segredo. Por isso não necessitamos de muitas palavras, mas não devemos deixar de o fazer. Para corroborar esta ideia devemos pensar na oração que Jesus nos ensinou e que pela primeira vez chamamos Pai a Deus: Pai-Nosso.
     Atitude não significa cumprimento das normas, leis, prescrições religiosas! Mas, entrega, obediência, amor a Deus na pessoa do próximo. À pergunta de um doutor sobre o 1º mandamento da lei, Jesus responde: "AMARÁS A DEUS SOBRE TODAS AS COISAS E AO PRÓXIMO COMO A TI MESMO". Para Jesus o próximo é o meu colega de carteira que necessita do meu auxilio nas aulas para melhor compreender a matéria, é a pessoa idosa que entrou no autocarro e não tem lugar, é o meu colega de trabalho que está a ser injustiçado, é o meu colega de trabalho que não é compreendido e aceite, é o desconhecido pelo qual passo todos os dias, é o respeito pelas pessoas que não professam o mesmo credo que eu, é aquele pelo qual tenho um desejo incrível de emitir o meu julgamento, é o cuidar do corpo que me foi confiado não usando e abusando arbitrariamente e ao meu belo prazer, é aquele que sem me pedir auxilio eu vou ao seu encontro.
     Convertermo-nos é sermos filhos de Deus. Assim como um filho imita seu pai nós também devemos reproduzir e expressar o modo de ser do nosso Pai Celestial; por conseguinte, para quem tem, como Jesus, Deus como Pai, o perdão do Pai e a sua entrega sem reservas às pessoas más e ingratas, deve traduzir-se na nossa relação com o próximo, no perdão e na entrega de si mesmo.


António Guarino
26/02/2008

publicado por paroquiavalongovouga às 20:50

link do post | comentar | favorito

Número de Visitas
Louisiana Jones Act
Louisiana Jones Act Counter
(de 28-01-2008 até agora)

counter

Contactos



Procurar

 
Hino da Missão Jubilar




Veja aqui imagens em directo da Capelinha das Aparições - Fátima

Contactos da Fábrica da Igreja